Mercado

Dow e Boomera trabalham resina plástica de material reciclado

Empresas esperam apresentar o primeiro protótipo da resina no final deste ano.

 

A Dow e a Boomera, startup especializada em economia circular, estão colaborando para o desenvolvimento de uma nova resina plástica feita de material reciclado pós-consumo (PCR). As empresas esperam apresentar o primeiro protótipo da resina no final deste ano.

A Boomera atua em projetos de reciclagem com sua metodologia CircularPack. Por meio dela, entende os desafios de empresas e usa sua expertise de tecnologia e design conectando parceiros para transformar materiais que iriam para o lixo e novos produtos. Dow e Boomera assinaram um memorando de entendimento de cinco anos e o investimento inicial é de R$ 400 mil.

 “Reconhecemos que nenhum resíduo sólido, seja ele plástico ou não, deveria acabar na natureza. Inovações e o desenvolvimento de novos produtos e mercados para o material pós-consumo são essenciais para resolver a questão do desperdício plástico. A Dow e a Boomera estão dando um passo importante nessa direção”, afirma Carolina Mantilla, diretora de sustentabilidade do negócio de plásticos da Dow para América Latina.

“Há uma forte demanda do mercado para as resinas plásticas recicladas pós-consumo e com a solução que estamos criando com a Boomera conseguiremos atender a indústria com uma tecnologia capaz de endereçar os desafios de sustentabilidade das empresas”, ressalta Carolina.

Os times de especialistas da Dow e da Boomera têm trabalhado em conjunto no Centro de Inovação da Dow, em Jundiaí (SP), usando fontes de plástico pós-consumo para o desenvolvimento desta nova resina.

 

Leia também: Embrapa desenvolve árvores tricompostas de seringueira

Leia também: Livro discorre sobre a relação da seringueira com a Amazônia

 

Fonte: Primeira Página, com informações da Revista H&C.

 

Redes Sociais