Notícias


Publicado em:
22
3/2019

Consumidores estão se entendendo melhor com os assistentes de voz

Pesquisa da Adobe mostra que consumidores norte-americanos estão mudando de opinião sobre o que a tecnologia de atendimento pode fazer.



Metatags: Negócio, Pesquisa, Consumidor, Atendimento
Divulgação

Uma recente pesquisa realizada pelo Adobe mostrou que os consumidores não acham mais que as assistentes de voz são totalmente descartáveis. Feita no final de janeiro, com mil pessoas que residem nos Estados Unidos, ela mostrou que 54% dos consumidores acreditam que os assistentes de voz funcionam muito bem. E 41% acreditam que funcionam apenas bem, enquanto 5% ainda acham que eles não funcionam como deveria.


As grandes reclamações ainda se dão por conta de eventuais bugs que a maioria dos assistentes ainda apresenta, não sabendo as respostas para perguntas simples. No entanto, embora os problemas ainda existam, eles não são tão recorrentes como antes. Além disso, os consumidores passaram a entender suas qualidades e a evitar suas fraquezas.


Os resultados dessa pesquisa devem auxiliar nas vendas desse tipo de dispositivo, já que os consumidores já puderam perceber que ele não é apenas um reprodutor de músicas comandado por voz. As principais atividades realizadas pelos usuários continua sendo a de tocar música (74%), mas, houve um aumento na opção de checar o tempo (66%) e fazer perguntas divertidas (58%).


Essa melhora na base dos assistentes se deve ao fato dos pesados investimentos realizados pelas companhias para adicionar infinitas possibilidades de tarefas que eles podem realizar. O Google, por exemplo, adicionou um modo intérprete ao seu Assistente, que ajuda duas pessoas, que falam idiomas diferentes, a conversar.


A mudança do pensamento do consumidor deve ajudar na venda de alto-falantes com a tecnologia (como o Amazon Echo, o Google Home e o Apple Home), além de dispositivos domésticos conectados, que já vêm apresentando um crescimento positivo.

Fonte: Primeira Página, com informações do site Olhar Digital.


Últimas notícias

Banco Central revê previsão de crescimento para 2019

Segundo último relatório Focus, estimativa agora é de PIB 1,71% superior ao ano passado.
Leia Mais

Em 105 dias, varejo cresceu 1,8% em São Paulo

Só na primeira quinzena de abril, a alta foi de 6% sobre os 3,2% do ano passado.
Leia Mais

O que deve mudar no comportamento do consumidor brasileiro em 2019?

Neste artigo, Danielle Denys, gerente de marketing do Grupo Acerte, revela que, em todas as categorias de produtos, o consumo do brasileiro aumentou.
Leia Mais