Notícias


Publicado em:
8
3/2019

Dia Internacional da Mulher: Futebol feminino cresceu 55% na Netshoes no último ano

Camisas de time e produtos em geral ganharam destaque na loja virtual.



Metatags: Francal, Netshoes, Futebol Feminino, Vendas
Pixabay

No último ano, a Netshoes viu um crescimento expressivo na categoria de futebol feminino. De janeiro de 2018 a janeiro deste ano, a varejista aumentou 55% as vendas nesse quesito.


“Cada vez mais empoderadas, as mulheres têm conquistado espaço nos campos, na diretoria dos times e no jornalismo esportivo. Com isso, aumentamos o número de produtos para atender essa crescente demanda de torcedoras e praticantes do esporte mais popular no Brasil, entregando uma experiência cada vez mais personalizada para as que são apaixonadas pelo futebol e que praticam o esporte” afirma Murilo Massari, diretor comercial da Netshoes.


De acordo com Massari, a empresa está em contato com as marcas e adequando, cada vez mais, o portfólio para esse público. Por exemplo, as chuteiras não são mais classificadas apenas como masculina, mas sim produtos unissex.


Segundo levantamento da Netshoes, a maior demanda do público feminino é pelas camisetas de times e da Seleção Brasileira, que dominam os produtos que mais vendem na varejista on-line dentro da categoria.


Com a Copa do Mundo de 2018, naturalmente, os produtos da Seleção Brasileira são os que mais se destacam no Top 10 das equipes que mais venderam camisas femininas na varejista on-line durante o ano passado. Em segundo lugar, o Corinthians (assim como no ranking geral, englobando masculino e infantil) foi o clube que mais vendeu, seguido pelo São Paulo, Palmeiras e Internacional.


“A procura deve aumentar ainda esse ano, já que em 2019 acontece a Copa do Mundo Feminina de Futebol”, finaliza Massari.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Banco Central revê previsão de crescimento para 2019

Segundo último relatório Focus, estimativa agora é de PIB 1,71% superior ao ano passado.
Leia Mais

Em 105 dias, varejo cresceu 1,8% em São Paulo

Só na primeira quinzena de abril, a alta foi de 6% sobre os 3,2% do ano passado.
Leia Mais

O que deve mudar no comportamento do consumidor brasileiro em 2019?

Neste artigo, Danielle Denys, gerente de marketing do Grupo Acerte, revela que, em todas as categorias de produtos, o consumo do brasileiro aumentou.
Leia Mais