Notícias


Publicado em:
5
2/2019

Acre exporta 27,4 toneladas de borracha beneficiada

Material foi produzido na Usina de Borracha de Sena Madureira, que recebeu investimentos do governo do Estado e é administrada pela Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Cooperacre).



Metatags: Expobor, Acre, Seringueiras, Coopeacre, Produção, Exportação
Secom Acre/ Arisson Jardim

O extrativismo de borracha natural movimenta uma ampla cadeia no Acre, com reflexos na economia local, geração de emprego e renda e inclusão social. Exemplo disso é que, no final do ano passado, o estado exportou 27,4 toneladas do Granulado Escuro Brasileiro (GEB), segundo a agência de notícias oficial do Estado.

O material foi produzido na Usina de Borracha de Sena Madureira, que recebeu investimentos do governo e é administrada pela Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre (Cooperacre).

O GEB acreano passou por meses de estudos, análises e testes em fábrica e laboratório antes que fosse atestada sua qualidade e potencial mercadológico. A produção do GEB completa o ciclo de investimentos públicos na cadeia produtiva da borracha, segundo explica o superintendente da Cooperacre, Manoel Monteiro.

“Graças à parceria com o governo do Estado, nós suprimos uma demanda de mercado, pois não tínhamos nenhuma indústria de borracha no Acre. Hoje, estamos com a unidade funcionando, os produtores estão produzindo e ganhando dinheiro, vendem à vista e recebem na hora. E para as pessoas que falavam que isso não iria dar certo, fica o resultado de que desde que colocamos a usina para funcionar não paramos mais e toda a nossa produção foi comprada”.

O governo do Estado desenvolveu o Programa Florestas Plantadas, estimulando o cultivo da seringueira em consórcio, um modelo de Sistema Agroflorestal (SAF), com castanheiras e frutíferas, como banana, acerola, graviola, limão, abacaxi e açaí, que trarão retorno financeiro antes das primeiras seringueiras puderem ser cortadas.

No Floresta Plantadas, o Estado já investiu mais de R$ 7 milhões e mais de 1.500 famílias são beneficiadas, tendo assim uma opção viável para manter o seu modo tradicional de vida, em harmonia com a natureza.

Fonte: Agência de Notícias do Acre


Últimas notícias

Banco Central revê previsão de crescimento para 2019

Segundo último relatório Focus, estimativa agora é de PIB 1,71% superior ao ano passado.
Leia Mais

Em 105 dias, varejo cresceu 1,8% em São Paulo

Só na primeira quinzena de abril, a alta foi de 6% sobre os 3,2% do ano passado.
Leia Mais

O que deve mudar no comportamento do consumidor brasileiro em 2019?

Neste artigo, Danielle Denys, gerente de marketing do Grupo Acerte, revela que, em todas as categorias de produtos, o consumo do brasileiro aumentou.
Leia Mais